Entranhas


Sonhar com as entranhas humanas, denota sofrimento horrível e desespero, deixando de fora toda a esperança de felicidade. Sonhar com as entranhas de um animal selvagem, significa a derrubada de seu inimigo mortal. Para rasgar as entranhas de outro, significa perseguições cruéis para continuar seus próprios interesses. Sonhar com suas próprias entranhas, o desespero mais profundo irá oprimi-lo. Sonhar com as entranhas de seu próprio filho, denota que a criança, ou o seu próprio, a dissolução está na mão. Veja intestinos.

Você sonhou com alguma coisa e gostaria de interpretá-la? Compartilhe o seu sonho

O seu email não será publicado.

*

3 sonhos - “Entranhas

  1. Sonhei com uma criança possuída com olhos vermelhos falando que ia acabar comigo e com minha família foi muito terror no sonho acordei morrendo de medo

  2. Sonho de hoje
    Acorde era as 4 horas da manhã com o calo cantando
    Vinha minha vó nita manifesta 2 e eu expulsava e eu oferecia a salvação para as duas vó nita e leda Mais elas recusavam
    Depois falava em línguas e entregava profecias para o Rodrigo minha mãe tava no sonho acho q a Aline também mas não lembro a parte delas.
    Depois via a Tati falar q a keke tava com pai dela eu ta com a bíblia na mão e depois eu pedia pra conversar com.ela é enfocada ela no quarto
    Meu vô edberto num bar de combe aberta com armário e depois um cara batia nele e tinha dito porque ele tava jogando e ele tava atrapalhando então ele disse q jogou ele na picape é a com e dele tava sem a casamba eu e minha vó nita ia ver ele num terreno de um depósito ou sacolão não lembro essa parte mas o nome dos lugar esta asa (mas acho q era usa porque depois o sonho mudo ) abria uma bolsa tinha miúdos de porco picados e uma caixa com meu vô em ediberto em decomposição mais vivo
    Depois via uma criança resem nascido sem pele com os órgãos tudo a amostra e viva então não aguentei ver e gritei
    i aí acordei era 4 horas e o galo cantava

  3. Sonhei que estava num quarto onde estava uma mulher deitada numa cama e sobre a cabeça dela uma criança grande, má, a rir-se com os olhos de inimigo (escuros) e que pegava num bébé e o mandava pelo chão, matando-o. Foi uma aflição muito grande. Havia outro bébé sobre a cama, com as entranhas abertas.