Máscara


Sonhar que você está vestindo uma máscara, denota problemas temporários, como sua conduta no sentido de uma pessoa querida vai ser mal interpretada, e seus esforços para ajudar que um vai ser mal interpretado, mas você vai lucrar com os estranhamentos temporários. Para ver outros mascaramento, denota que você vai combater a mentira e inveja. Para ver uma máscara em seus sonhos, denota alguma pessoa será infiel a você, e seus assuntos vão sofrer também. Para uma mulher jovem sonhar que ela usa uma máscara, anuncia ela vai se esforçar para impor alguma pessoa amigável. Se ela desmascara, ou vê os outros fazê-lo, ela vai deixar de ganhar a admiração procurado. Ela deve rebaixar-se modestamente, após este sonho.


Você sonhou com alguma coisa e gostaria de interpretá-la? Compartilhe o seu sonho

O seu email não será publicado.

*

4 sonhos - “Máscara

  1. Olá, boa tarde!
    Meu nome é Kelvin!
    Gostaria muito de poder entender um sonho que tive!
    Sonhei que eu, meu irmão mais velho, meu irmão do meio é minha cunhada trabalhávamos para um rapaz do qual conheço no meu antigo emprego, esse rapaz é dono de uma brinquedoteca e somos amigos!
    Enfim, sonhei que trabalhávamos para esse rapaz em uma panificadora em um setor onde morei a um tempo atrás! Inclusive eu sempre comprava pão nessa mesma panificadora quando morava próximo a ela em Goiânia!
    No sonho chegou o final do expediente e era o dia de pagamento, o dia ainda estava claro, porém não havíamos recebido, e o nosso patrão pediu para que voltássemos para receber as 22:00 aquele mesmo dia!
    Achamos estranho no sonho mas fomos receber, chegando lá esperamos ele muito tempo naquela noite escura até que ele apareceu, porém o que me chamou a atenção foi o nosso respectivo pagamento, nosso patrão estava tranquilo até demais, quando foi nos pagar ele nos entregou máscaras de dormir. Todas elas bem simples e da cor preta. Não entendi muito bem e o questionei sobre o que se tratava aquilo, logo ele me respondeu da seguinte forma:
    - Pegue as mascaras que amanhã entrego o dinheiro!
    Então o mesmo pediu para que entrássemos na panificadora, sem questionarmos entramos na panificadora!
    Logo depois observávamos as mascaras sem entender. Aliás eu não entendia o porque do pagamento ser das máscaras, mas meus irmãos e minha cunhada entenderam e não questionaram, estavam apenas com medo de ficar ali naquele horário!
    Quando escutamos um barulho de alguém tentando entrar na panificadora, seriam supostos padrões, porém quando cheguei próximo a janela da panificadora eu visualizei o rapaz, que usava um boné azul, uma jaqueta preta, logo o mesmo me cumprimentou dizendo:
    - É aí, blz vey?
    Eu não respondi e quando vi o meu patrão estava ao lado do rapaz a saiu!
    Então acordei!
    Gostaria muito de poder entender esse sonho, nunca fiquei tão interessado em saber de um sonho igual esse que tive!

  2. sonhei que estava num quintal de uma casa e estava havendo um churrasco com pés de boi e outras carnes.Havia uma mulher vendendo acessórios de carnaval……. A noite chegou e a mulher foi recolher suas mercadorias e eu fui ajudá-la.Só que a mulher me deu uma máscara de palhaço de vestir pela cabeça.Aí eu fui numa escola com caminho difíceis de andar e eu com a máscara e uma sandália preta que saia dos meus pés sempre e uma dessas vezes eu perdi e achei toda envolvida em terra.Sacudi e calcei novamente.Isso tudo dentro da escola cheia de pessoas que iam buscar seus filhos e eu estava lá esperando os meus.Só que eles saíram por outro lugar e a noite chegou,a escola estava fechando e eu não encontrei meus filhos.Encontrei na rua sogra e tia dentro de ônibus me chamando e eu não fui.Fiquei com outros parentes na rua.Acordei!!!!!!

  3. eu sonhei com varias mascaras em forma de caveiras enroladas em papel jornal e estavam dentro de uma caixa e eu pegava em minhas maos uma só.

  4. Eu sonhei que estava entrando numa prisão. Era tudo muito sujo e parecia mais o porão de um edifício abandonado do q uma prisão. Eles me deram uma máscara de gás e uma roupa especial amarela para entrar lá. Eu fiquei bastante assustada por não conseguia colocar a máscara direito. Perguntei pq era preciso isso e me disseram q eu estaria em contato com muitas coisas q não eram boas e q eu deveria me proteger de todos os modos q pudesse. Então chegamos no final de um corredor. Não tinha nada lá e ai encontramos uma bomba e todos tiraram as máscaras e ai um cara começou a mexer nela e ela marcou 10 minutos pra explodir e eu fiquei desesperada e comecei a ir instintivamente pro caminho por onde vim e todos ficaram simplesmente parados me olhando, como se fosse uma besteirinha qualquer e eu estivesse exagerando. Eu respirei fundo e tentei me lembrar pq eu confiava neles ao invés de correr desesperadamente pela minha vida. Enfim.
    Eu não sei pq eu estava nesse presidio. Eu sei q eu sai acompanhada por muitos policiais e algumas pessoas dessa equipe q entrou comigo e nos dirigimos ao mesmo ônibus branco por onde eu cheguei q mais parecia uma van muito desconfortável. A aparência do prédio do lado de fora era a mesma do lado de dentro. E o pátio era cimentado e todo rachado, com aspecto de antigo. O céu estava nublado com nuvens bem cinzentas que não deixava nenhum pedaço do céu azul aparecer, mas um sol acolhedor de fim de tarde estava presente. No meio desse pátio tinha uma única árvore, totalmente seca, que dava a tudo isso um aspecto bem fantasmagórico. Sai de lá e sabia q eu tinha uma missão e para essa missão eu estava acompanhada pelo meu namorado. Ele me ajudava a explorar e capturar o q quer q eu tivesse q fazer. E logo eu comecei a visitar prédios destruídos e abandonados assim como o presídio. Eu sabia q no presídio tinham presos q eu não tive contato nenhum, mas o resto da cidade, esses prédios, pareciam fazer parte simplesmente de uma cidade fantasma e não tinha nada neles, a não ser essas coisas q eu estava procurando. E ai meu sonho ficou agitado, eu lembro dos prédios, do q seriam os jardins, das escadas, eu lembro de toda a arquitetura deles. E eu andava por eles e começava a correr e a fugir e capturar e enfrentar criaturas q eu nunca vi! Até que eu cheguei no tal prédio q era onde estava o q eu queria e era… algo muito estranho. Foi um desafio e tanto, só q quando parecia q eu tinha conseguido, naqueles segundos decisivos q esperamos pra saber se podemos respirar fundo ou não, eu percebi q tinha cometido um erro q eu não poderia ter cometido. Um deslize, uma bobeirinha q na hora eu não prestei atenção. Eu tive alguns segundos pra perceber e entender a merda q eu tinha feito e sacar q era tarde demais. Esses segundos q eu levei pra perceber meu erro e as consequências dele, q tudo indicava ser a minha morte e a do meu namorado, foram os últimos até eu acordar.